A Eslováquia na União Europeia

A Eslováquia tornou-se membro da União Europeia em 2014, juntamente com outros 9 países europeus. O começo da integraçao se deu em 1993, com a assinatura do Acordo de Associação Europeia entre Bulgária, Romênia, República Tcheca e República Eslovaca e a União Europeia. Esse ano marca o momento que esses países fora classificados como passíveis de tornarem-se membros da União Europeia, devido ao fato de cumprirem os Critérios de Copenhague. Esse acordo entrou em vigor em 1º de Fevereiro de 1995.

Em Junho de 1996 a Eslováquia deu entrada em sua candidatura a membro da União Europeia, e em Dezembro de 2002 foram concluídas as negociações para sua entrada. Em 1º de Janeiro de 2004 a República da Eslováquia tornou-se oficialmente um membro da União Europeia.

A atual moeda da Eslováquia é o Euro. A entrada eslovaca na Zona do Euro se deu em 1º de Janeiro de 2009, após 6 anos para de adequar aos Critérios de Maastricht.
Politicamente junto à União Europeia, em 2016 a Eslováquia apresentava a seguinte representação (União Europeia, 2016):

Parlamento Europeu: 13 deputados
Conselho da União Europeia: Participação regular dos ministros nacionais eslovacos.
Presidência do Conselho da União Europeia: Atual (jan. 2016 a dez. 2016) presidência eslovaca do Conselho. Presidente em exercício: Milan Cigan (ex-Embaixador da Eslováquia no Brasil).
Comissão Europeia: Membro nomeado para representação local é Maroš Šefčovič.
Comitê Econômico e Social Europeu: 10 membros
Comitê das Regiões: 9 membros
Repartição de quanto recebeu e quanto deu a Eslováquia para o orçamento europeu em 2014 (União Europeia, 2016):

Total da despesa da UE na Eslováquia: 1,669 mil milhões EUR
Despesa da UE em % do rendimento nacional bruto (RNB) da Eslováquia : 2,26 %
Total da contribuição da Eslováquia para o orçamento da UE: 0,625 mil milhões EUR
Contribuição da Eslováquia para o orçamento da UE em % do seu RNB: 0,85 %